user_mobilelogo
A Elring Klinger do Brasil – que atende o mercado brasileiro com autopeças originais e de reposição da mais alta qualidade - irá apresentar durante a RioParts 2009 pelo menos 20 novos modelos de autopeças para reposição, entre juntas e jogos para motores flex e diesel. O estande da empresa na feira será o de número 106, no corredor 4, entre as ruas  H e I.

As novidades fazem parte da linha Elring, composta atualmente por mais de 3.900 itens, abrangendo praticamente todos os motores flex, diesel, álcool e gasolina do país. A família de produtos cresce constantemente, pois a matriz da ElringKlinger na Alemanha, responsável pela fabricação das autopeças de reposição, desenvolve a cada ano cerca de 600 novos produtos para esta linha.

Além de lançar no evento juntas de cabeçote multicamadas para os motores MWM X-12, a Elring Klinger aproveitará a RioParts para expor aos visitantes as novas tecnologias que farão parte de sua linha de reposição em um futuro próximo (como filtros de particulado, sistemas de tratamento posterior como injetores de ureia, defletores de calor integrados e sistemas completos de células de combustível) e também a ampla família de autopeças originais voltadas para montadoras de automóveis.

“A feira representa uma ótima forma de divulgação de nossa marca e tecnologia. No evento, podemos reforçar e fixar o crescimento sustentável que estamos alcançando no mercado nacional”, afirma Hans Eckert, diretor da Elring Klinger do Brasil.

Principal fornecedora de juntas de cabeçote do mercado nacional, com participação superior a 50%, a Elring Klinger do Brasil produz anualmente para o mercado original mais de 13 milhões juntas automotivas, 4 milhões de chapas defletoras, além tampas plásticas para válvulas de motor e metal soft ‘Ferroflex’. Presente no país há 12 anos, a empresa – que faz parte do grupo alemão ElringKlinger AG – conta com uma moderna fábrica em Piracicaba (SP).

A participação da Elring Klinger do Brasil na RioParts foi minuciosamente planejada para garantir um abrangente atendimento aos clientes. Além da direção da empresa, estarão presentes no estande o representante da marca no Rio de Janeiro e no Espírito Santo, bem como as equipes técnica e comercial. “O objetivo é oferecer um atendimento diferenciado, que esclareça todos os aspectos da produtividade da empresa e de sua política comercial para os clientes”, enfatiza Eckert. “Além disso, teremos uma série de palestras durante o evento, no estande da revista ‘O Mecânico’, para divulgar assim nossa linha de reposição nestes Estados tão importantes.”

Momento econômico – Como todas as empresas da área automotiva do país, a Elring Klinger do Brasil também sentiu o impacto da crise mundial com a retração dos pedidos entre o final de 2008 e o início de 2009. Mas com a redução do IPI para os carros zero, o volume de pedidos das montadoras voltou a crescer, a empresa aumentou a produção e encontra-se mais otimista em relação aos resultados de 2009.

“Apesar das incertezas, ainda temos todos os indicativos que o ano de 2009 será bom”, afirma Luiz Mirara, diretor Comercial da Elring Klinger do Brasil. “Todas as montadoras estão comprando mais componentes e, para dar conta da demanda, tivemos que importar aços especiais da Europa. Fizemos também a reposição parcial das vagas e estamos utilizando horas extras na linha de produção.”

A recuperação rápida do mercado automotivo brasileiro está chamando a atenção da matriz da ElringKlinger na Alemanha, que avalia que o Brasil está em condições diferentes dos demais países em meio a turbulência provocada pela crise. “A matriz não o vê o setor automotivo tão motivado em outro lugar do mundo como no Brasil”, destaca o diretor da empresa.

Na área de autopeças para reposição, também havia ocorrido uma desaceleração das vendas já que os distribuidores, inseguros com os rumos da economia, resolveram reduzir os estoques. Entretanto, o volume de vendas no varejo nunca chegou a ficar comprometido com a crise e as vendas para os distribuidores voltaram a crescer. A Elring Klinger do Brasil está confiante em relação aos seus resultados no mercado de reposição em 2009, especialmente devido ao crescimento constante da linha de produtos Elring.